segunda-feira, 22 de maio de 2017

Sou viciada em compras para a ela

Acho que grande parte de nós, quando descobrimos que estamos grávidas parece que ganhamos um gosto especial para compras.
Eu ODEIO fazer compras para mim, aborrece-me! Não consigo passar mais que cinco minutos numa loja a ver roupa para mim, começo a ficar impaciente e de mau humor.
 
Mas, se entrar numa loja para comprar roupa para a Leonor, a história é outra.
Fartei-me de ouvir "não compres tanta coisa do mesmo tamanho", "isso vai deixar de servir num instante", "mais roupa?".
Tretas!
Cada bebé é um bebé!
E a roupa da Leonor tem servido durante demasiado tempo, às vezes tempo suficiente para eu me enjoar dela.
 
Por isso mesmo, não consigo evitar comprar-lhe roupa, principalmente roupa da Zara.
A Zara tem um compromisso com a natureza, ou seja, as peças de roupa cumprem os padrões mais exigentes de saúde, segurança e sustentabilidade ambiental. No que trata à escolha das matérias primas, têm o cuidado de escolher, as que poderão provocar um menor impacto ambiental. (podem saber mais sobre o assunto AQUI!)
Para além deste fator ambiental, que para mim é super importante, a Zara apresenta-nos coleções acessíveis a todas as carteiras, há t-shits a partir de 3.95€ e calcões a partir de 5.95€, ou seja encontramos uma excelente relação qualidade preço.
Quando entro naquela secção "Zara Baby", começo a perder a noção da realidade.
Apaixono-me por tudo, o coração começa a acelerar e eu perco o controlo.
Tenho tentado mudar nesse aspeto, mas não é fácil.
 
Ainda este fim de semana, fui ao Shopping dar uma voltinha, e mal passei à porta da Zara, disse ao Artur, vamos dar uma olhadela em roupa para a Leonor?
 
Aqui estão as nossas comprinhas!
(apenas as sandálias não são da Zara, são IGOR)


 

 

 
 
Um beijinho
 
Mamã da Nônô

domingo, 21 de maio de 2017

Agora é mais fácil fazer... pão rápido

Com a preguiça de irmos comprar pão, decidi experimentar esta receita de pão rápido, e acreditem... é de comer e chorar por mais.
Espero que experimentem, e deixem o vosso feedback.

Ingredientes:
300g de água
500g de farinha Tipo 65 (se for farinha tipo 55 coloquem 550g)
25gr de fermento
1 colher de chá (cheia) de sal
1 colher de chá (rasa) de açúcar

Preparação

  1. Ligar o forno a 180ºC, e colocar no fundo uma taça com água;
  2. No copo coloca-se a água e o fermento, 3min/ 37ºC / Vel2;
  3. Junta-se a farinha, o sal e o açúcar, 4min/ vel. espiga;
  4. Molda-se o pão, faz-se um pequeno corte ao meio, e vai directamente ao forno, num tabuleiro enfarinhado cerca de 30minutos, aumentado-se a temperatura do forno para 200ºC
Estamos seriamente a ponderar deixar de comprar pão fora de casa, em 30min, ficamos com um pão fantástico e quentinho para comer.




Bom apetite!
Mamã da Nônô

Agora é mais fácil cozinhar... Lombos de pescada com alho e coentros

Hoje, no pouco tempo do dia em que me senti razoavelmente bem, pus mãos à obra, ou melhor, bimby à obra e fiz esta fantástica receita.
Deixo aqui a receita e os ingredientes para poderem experimentar.
Aproveitámos para acompanhar a refeição com o pão rápido, para acederem à receita do pão, cliquem AQUI!
Cá por casa, nós A-D-O-R-Á-M-O-S! 

Ingredientes:
100g de azeite
4 dentes de alho
10g de coentros
6 lombos de pescada
2 c. chá de sal
1 pitada de pimenta
1000g de água
600g de batatinhas novas


Preparação

  1. Coloque no copo 30g de azeite, 2 dentes de alho e os coentros, pique 3seg/ vel 8;
  2. Refogue 3min/ 120ºC / Vel 1;
  3. Coloque na varoma uma folha de papel vegetal, disponha os seis lombinhos de pescada, tempere com uma colher de chá de sal, uma pitada de pimenta, e cubra com o salteado de alho e coentros, reserve;
  4. Coloque no copo a água, 1 c. de chá de sal, o cesto com as batatinhas, e a varoma, coza 25min / varoma/ vel1. Retire e reserve;
  5. Com o copo limpo, coloque 70gr de azeite e 2 dentes de alho, pique 3seg /vel8;
  6. Refogue 3min / 120ºC / Vel 1;
  7. Sirva os lombos de pescada, com as batatinhas envolvidas no azeite com alho;



Bom apetite 

Mamã da Nônô

Surpresa para a Nônô

Como a Nônô passou a noite com a avó, eu e o Artur decidimos preparar-lhe uma surpresa para quando ela chegasse a casa.

Sempre que vamos a casa da Teresa e do Ricardo, a Nônô fica encantada com o aquário cheio de peixinhos de todas as cores e tamanhos que eles têm.
Então, decidimos comprar um aquário (bem mais pequeno para dizer a verdade), e apenas com dois peixinhos... afinal, o que conta é a intenção!

Bem, a realidade é que eu sempre fui péssima a tratar de peixinhos, com o tempo...pouco tempo... acabam sempre por morrer, e pelo que sei, com o Artur  também tem sido sempre assim. Então devagar é que se vai ao longe, e dois peixinhos é o ideal para começar.

Demorámos mais ou menos 20 minutos para montar a bomba de ar, se calhar estou a exagerar, mas deve ter sido próximo disso, colocámos as pedrinhas e pusemos as plantas e água... ups...
A água ficou branca, ok, nós não lavámos as pedras.
Deitámos a água fora, lavámos as pedras, pusemos as plantas, colocámos água novamente, pusemos os peixinhos lá dentro e fui buscar a Leonor a casa da minha mãe.





Quando chegámos, eu disse-lhe Nônô...onde está o peixinho? Ela olhou à volta e mal viu o aquário disse "pexe pexe", ficou a olhar e olhou novamente, tentou espreitar por trás e disse "mais". 

Concluindo, ela gostou dos peixinhos, mas acho que queria que fosse mais peixinhos do que aqueles dois...





É tão bom vê-la assim, feliz!
Em relação a pormos mais peixinhos no aquário, talvez daqui a mais algum tempo.

Um beijinho

Mamã da Nônô

sexta-feira, 19 de maio de 2017

A mamã está doente

Hoje tem sido um daqueles dias como já não tinha á muito tempo.
O dia todo mal disposta, com vómitos e para acabar em grande uma dor de cabeça a valer.
No trabalho o que me valeu foi a compreensão da minha patroa e a ajuda da minha colega.
A meio da tarde pensei que o melhor era a Leonor não ficar connosco esta noite.
Eu estou neste estado e o pai não está tão mal, mas não tem estado bem também.
Liguei á minha mãe, e lá vai ela ficar com a Nônô esta noite.
Vamos lá a ver... se for virose,  ver se não lhe pega.
Para além de não lhe querer pegar a possível virose, estou de rastos... cada perna pesa uma tonelada, mais meia tonelada em cada braço e aproximadamente duas toneladas e meia nas costas. Não tenho força nenhuma.
Talvez porque não comi nadusca o dia todo, a não ser uma sopinha que o Artur foi comprar para mim.

Agora, vou aproveitar para hibernar até acordar sem sono... era bom... mas vou só tentar dormir um pouco mais, já que esta noite a princesa não está por cá.
Já tenho saudades... mas confesso que preciso mesmo de descansar.

Boa noite meu anjo.
A mamã amanhã vai logo ter contigo.
Obrigada pela ajuda mãe.
Obrigada pela paciência Artur.

Bons sonhos
Durmam bem!

Mamã da Nônô

Como ter uma dispensa limpa e arrumada

A organização da dispensa é fundamental para facilitar as nossas tarefas do dia-a-dia. Nem sempre é fácil de mantê-la arrumada devido ao excesso de coisas que lá colocamos, ou pelas variadas vezes do dia que lá vamos pôr e tirar coisas.



Para facilitar a tarefa de arrumação da vossa dispensa, deixo-vos aqui umas dicas fantásticas:
1.       Organizadores Úteis – Guarda cada alimento dentro de organizadores úteis, que para além de práticos, dão um aspeto bonito à sua dispensa. Pode usar desde cestas, a caixas, frascos, entre outros.

 
2.       Identificar os organizadores – Na dica anterior deixei-vos a ideia de utilizarem por exemplo cestas ou caixas, para facilitar a vossa vida, de modo a saberem o que está em cada um dos organizadores, que tal identifica-los?
 

3.       Frascos – Estão fartas de utilizar molas da roupa para fechar os pacotes de batatas ou massas depois de abertos? E que tal uns frasquinhos de vidro para colocar o que sobra das embalagens? Vai dar um aspeto muito mais organizado e bem arrumadinhos conseguirão saber o que está em cada frasco.
 
 
4.       Ter atenção à data de validade dos produtos – é fácil deixarmos acumular alimentos que ficam por vários tempos na nossa dispensa, principalmente os que se encontram em prateleiras em que o acesso se torna mais visível. Se queremos organizar a nossa dispensa, é fundamental irmos dando uma vista de olhos à validade dos produtos e tirar para fora tudo aquilo que expirou a validade.
 

5.       Categorizar – Torna tudo tão mais fácil. Quando vamos ao supermercado os corredores estão organizados por categorias para nos conseguirmos orientar melhor. Façam o mesmo nas vossas dispensas. Agrupem os alimentos por categorias, por exemplo: Produtos enlatados; Massas; Temperos; Óleos, azeites e vinagres; Bolachas. Assim até será mais fácil quando tiverem que fazer a lista de compras.
 
 
Espero ter-vos ajudado.
Fica a dica.
Mamã da Nônô

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Razão ou emoção?

Em breve é possível que se avizinhem mudanças...ou não!

Quando nos deparamos com uma possibilidade de mudança, em que ambas as hipóteses podem trazer coisas boas, assim como ambas trazem coisas más, pomos os pratos na balança e vemos para que lado pesa mais... o problema é quando parecem pesar o mesmo.
 
Quando ambos pesam o mesmo, penso se valerá a pena mudar... mas, ao mesmo tempo, sei que pesam o mesmo, porque para uma coisa estou a pensar com a razão, para outra com a emoção.
E quando não conseguimos ser imparciais e nos deparamos com uma dúvida enorme em que parece que nunca vamos chegar a uma conclusão?
 
Já ouvi tantas vezes dizer "a emoção erra, a razão não!" Mas será assim tão infalível?
 
Mudar dá medo, e traz tantos "ses" agarrados... Sair da nossa bolha de segurança dá ainda mais medo, mas começo a acreditar que só poderemos ser felizes (ou mais felizes) se formos capazes de saltar fora da nossa bolha.
 
Aiaiai, que belos tempos que se avizinham!
Em breve falarei convosco acerca destas mudanças.
 
Por enquanto, vou falando com os meus botões, para ver o que eles me aconselham.
E vocês?
Quando precisam de tomar uma decisão, decidem com a razão ou com a emoção?
 
"O incerto, é assustador, mas o certo é um encosto!"
 
 
 
Um beijinho
Mamã da Nônô